domingo, 27 de junho de 2010

Partes Arcaicas

Oh! vós que sois da mais profunda escuridão
Oh! vós que habitais os abismos
A escuridão de dentro do meu ser
O Leviatã dos abismos recôditos da minha alma

Minha mente se perturba e ruge
Meu estômago infernal ataca
Por que necessito ser tão perverso?
O que há em mim que a isso obrigue?

Estou tolhido pela multidão de
vozes
vozes
vozes
vozes
me apavoram, querem me pegar, querem me matar, estraçalhar, as profundezas de meu biscoito amanteigado estragado de dentro de mim

Quero me expressar
me matar
Viver
amar
tudo!

domingo, 20 de junho de 2010

A janela se abre
Os raios quentes batem nos meus foscos olhos
Escuto Marisa Monte
Sinto a Nostalgia do amor
Ainda acredito no amor!

Vivo o amor

(Sei que você me ama)

Não te conheço
Não sei quem é você!

Estou ferido, mas estou pronto
Para um novo amor

Não sei onde esta estrada vai nos levar
Não sei onde eu vou parar
Não sei...
Não sei quem sou

Mas sei que me encontrei
E seu o que quero
Você